quinta-feira, 26 de agosto de 2010

“Sinto um vazio dentro de mim...”


Quantas vezes já ouvi esta frase...quantas outras já disse esta frase.
Erroneamente eu achava que este “buraco” dentro do meu peito era um defeito e eu deveria preenchê-lo rapidamente. E fazia tantas besteiras na tentativa...tantas!

Muitas vezes sai comprando coisas desnecessárias, outras comi mais do que o necessário, aceitei convites e fui a lugares onde não tinha nada a ver comigo e convivi com pessoas que me sugavam toda a energia, somente para preencher o tal vazio. E saibam o pior...nada disso funcionou.

Um dia resolvi parar e pensar seriamente nesse vazio!
Descobri então que não há nada de errado em sentir este vazio, esta sensação de que falta algo e que estou incompleto. Claro que falta algo!
E sempre irá faltar!!

Cada um de nós veio aqui para realizar algo muito especial. E é justamente neste “vazio” que temos a oportunidade de criar, de renovar, de poder despertar nossa sensibilidade e desenvolvermos belas melodias, inigualáveis poesias.

Antes que um mal, é o vazio um presente.

Veja a Natureza...é no vazio da terra que plantamos a semente.
É no vazio das crenças que ganhamos a real possibilidade de escolher em que acreditar.
Não devemos temer o vazio, e sim aproveitá-lo, pois sem ele estariamos passando pela Vida apenas.
Ao contrário, ame-o.
Sabe o que irá acontecer? Não vou contar não!
Mesmo por que eu ainda não sei bem...
A magia está em descobrirmos!

Doug Carneiro!

2 comentários:

  1. "Veja a Natureza...é no vazio da terra que plantamos a semente"


    Olha que verdade!

    Gostei do post, e obrigado pela visita no Asas, fiquei feliz com o comentário. :)

    Bom resto de semana.

    ResponderExcluir
  2. Vc é um verdadeiro MARIO QUINTANA...

    ResponderExcluir