terça-feira, 27 de julho de 2010

Bom dia a minha maneira de ser...


Dizem que não devemos colocar nossa Felicidade nas mãos de ninguém.

Dizem, mas não provam!



Como sou “menino experto” resolvi que podia muito bem experenciar. E o fiz.
E ao fazê-lo tive a dolorosa revelação : é verdade.

Não devemos mesmo colocar nossa Felicidade nas mãos de ninguém, pois estamos transferindo responsabilidades. Sérias responsabilidades. Na verdade, intransferíveis responsabilidades.

Já dizia o Pequeno Principe que somos responsáveis por aqueles que cativamos.

Não podemos porém, ao sermos cativados, esquecermos de nosso Eu.
Se assim o fizermos, o que não poderá nos fazer o outro?
Pode acontecer de estarmos sem rumo e sem prumo, e alguém entrar em nosso viver
transformando-se em nosso destino.
E nos entregarmos, confiando plenamente nesse alguém, nos colocado literalmente nas mãos do ente amado.

Esquecemos que a mesma mão que afaga pode nos machucar.
E ao sermos feridos nada podemos fazer senão continuar nossa jornada.
E a dor que sentimos nos faz chorar, nos faz sofrer e até mesmo nos faz querer parar de viver.
Até que um dia, ao abrirmos uma janela algo toca em nosso coração. Algo simples, como a beleza da flor que desabrocha cujo perfume vai penetrando e nos embriagando.

É a Mãe Natureza nos chamando para a Vida.

Não devemos temer o Amor, mas devemos sim nos cientificar de estar entregando nosso coração para alguém que realmente dê valor a este sentimento na mesma proporção que damos. Não se entregue nunca às mãos do outro, pois se esta pessoa te deixar, não te sobrará mais nada.

Tenha em mente que tentar salvar um relacionamento para manter um Amor de mão única, terá um preço muito alto pois em algum momento esta pessoa irá te deixar e o sofrimento será muito maior.

A boa notícia é que a tristeza pode ser imensa mas será transitória, como qualquer outro sentimento que não seja o Amor.

Um comentário:

  1. Amadoooooooo to emocionada fiquei com a cara da srta Onassis.

    ResponderExcluir